Esporte

A ‘outra’ equipa, apenas com jogadores da Segunda Divisão, cumpriria na Eurocopa


Cos primeiros dias da Eurocup foram concluídos e depois a sensacional estreia da seleção espanhola de Luis de la FuenteNo MARCA queríamos nos colocar no papel de treinador do Rioja e formar a nossa própria seleção… mas, neste caso, com a condição de que apenas jogadores que joguem na LaLiga Hypermotion possam ser escolhidos. O resultado é o seguinte… embora certamente não será do agrado de todos.

Zamora no gol

O escolhido para defender o objetivo desta seleção hipotética é Diego Conde, guarda-redes do Legans que conseguiu levar esta temporada o Troféu Zamora na categoria. O time madrilenho estourou este ano no futebol profissional e assumiu o goleiro do time que se sagrou campeão. Com a ajuda de uma defesa intransponível, este goleiro conseguiu mantenha o gol limpo 19 vezes e recebeu apenas 26 gols em 40 jogos.

Mistura de jovens e veteranos na retaguarda

Para ter o Conde bem protegido, eles estarão no centro da defesa Csar Trrega (Valladolid) e Sergio González (Legans). O defesa-central do Pucela, emprestado pelo Valência, chegou ao Valladolid em janeiro e, desde então, tornou-se no eixo da defesa de um clube que conseguiu a promoção direta. Por sua vez, o zagueiro Pepinero, de 32 anos, atuou como capitão geral durante toda a temporada, o que a renovação rendeu. Além disso, é um defesa-central que contribui muito a nível ofensivo com a sua poderosa capacidade aérea: marcou seis golos e deu uma assistência.

Nas laterais teremos jogadores ofensivos como Cote (Sporting) e Viti Rozada (Oviedo). O asturiano de Gijón tem demonstrado ao longo da sua carreira ser um punhal na ala esquerda e nesta campanha tem registado grandes registos ofensivos, tendo marcado quatro golos e sete assistências. Por sua vez, o Carbayn, depois de se ter consolidado na primeira equipa azul como extremo direito, converteu esta temporada com Carrín como lateral, onde se revelou um dos melhores da categoria. Com sua grande velocidade e condução agressiva, a 'bala' de Laviana gerou cinco assistências e chamou a atenção de grandes clubes como Las Palmas.

A 'sala de máquinas'

Para o meio campo desta equipa teremos dois jovens jogadores no duplo pivô mas com experiência de elite. Estes serão Jos Gragera (Espanyol) e Monchu (Valladolid). O asturiano, que desde a chegada de Manolo González aumentou consideravelmente o seu nível em Cornell, seria quem se concentraria nas tarefas defensivas desta equipa; enquanto o de Palma de Maiorca, com seis gols e três assistências, seria o jogador mais criativo do casal.

Pó para a frente

Para a linha de três médios da nossa equipa teremos jogadores de futebol muito criativos. Da ala esquerda ele começa Manu Fuster, líder indiscutível de Albacete, um dos melhores jogadores em segundo e recente contratação do Las Palmas; O valenciano acaba de alcançar os melhores números da sua carreira, ao marcar oito golos e distribuir 12 assistências. Do outro lado será Curro Sánchezque também vem de sua melhor temporada como profissional no Burgos. O natural de Huelva chega depois de duas campanhas consecutivas sendo o jogador emblemático do El Plantio, com 15 gols e cinco assistências nesta campanha.

Atrás do ponto partirá de El Sardinero Gerard Fernndez 'Pequeno', uma das grandes estreias da temporada, que soa como uma das equipas da estatura do Sevilha. A seleção juvenil do Bara tem sido fundamental na grande temporada do time. Santander Racing e, em sua primeira temporada com continuidade no futebol profissional aos 21 anos, marcou um total de 18 gols, segundo lugar no Troféu Pichichi, e deu três assistências. Números arrepiantes para um jogador da sua idade que não é um avançado típico.

Projeção frontal

Como '9' desta equipa e face às lesões de grandes avançados da LaLiga Hypermotion como Jon Bautista ou Alex Forscuja ausência foi muito notada tanto pelo Eibar como pelo Villarreal B na reta final do percurso, tenderíamos a Carlos Martinsuma das pérolas da academia de juniores do Atlético de Madrid que brilhou no Mirandes. Mais um jogador que, com apenas 23 anos e em sua primeira temporada no futebol profissional, já foi o artilheiro do seu time e quinto na categoria. 15 gols nesta temporada em Anduva o que o credita como um dos avançados a ter em conta nesta categoria de prata.

Juventude e talento no banco

Como técnico9 desta equipe eu estaria Borja Jimnez, técnico do Legans. O jogador de 39 anos conseguiu ascender no clube do pepino por ter uma temporada bastante regular, sendo líder em 30 dos 42 dias e até terminando como campeão da categoria. Os do Butarque não apareceram nas piscinas de quase ninguém para conseguir promoção e menos ainda com essa solvência e, sem dúvida, muito do mérito disso está na chapa do jovem treinador.

Este seria um dos múltiplos alinhamentos que poderiam ser feitos com os grandes talentos espanhóis da Segunda Divisão, deixando de fora grandes jogadores do calibre de Leo Romn, Luca Zidane, Dani Tasende, Meseguer, Jess Bernal, Iker Losada, Dani Raba, Iigo Vicente ou Arana isso formaria, sem dúvida, um banco luxuoso que poderia ser usado sem medo.





Source link

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo