Entretenimento

Dois são presos enquanto NDLEA explode santuário protegido por cobras usado para armazenar drogas ilícitas


A Agência Nacional de Aplicação da Lei sobre Drogas (NDLEA) invadiu um santuário guardado por cobras usado para o armazenamento de drogas ilícitas na comunidade de Egor, perto de Benin, Edo.

Nr Femi Babafemi, Diretora de Mídia e Advocacia da NDLEA, disse isso em um comunicado no domingo em Abuja.

Babafemi disse que os agentes da NDLEA invadiram o santuário depois de detectar um grande buraco de armazenamento especialmente construído em uma parede coberta com papéis de parede e objetos de fetiche.

Ele disse que foram vistas diferentes quantidades de substâncias ilícitas, como metanfetamina, Loud, Colorado e Arizona, todas cepas fortes de cannabis.

Ele revelou que o peso total de 8.743 quilos foi retirado do buraco profundo cavado na parede do santuário dentro do prédio.

“Pelo menos duas senhoras: Sonia Ezumezu e Risikatu Tijani foram presas durante a operação liderada pela inteligência na terça-feira, 18 de junho.

“Isso aconteceu depois que a grande cobra negra que guardava o santuário foi desmobilizada”, disse ele.

Na mesma linha, Babafemi disse que dois suspeitos: Obi Ferguson, 45, e Ernest Abanum, 46, foram presos no sábado, 22 de junho, por alegada posse de drogas.

Babafemi disse que agentes da NDLEA invadiram a floresta Usen em Ovia, área do governo local do sudoeste de Edo, onde foram recuperados 209 kg de cannabis e uma motocicleta.

Entretanto, agentes da NDLEA no estado de Lagos interceptaram uma remessa cuidadosamente embalada de 8,2 kg de metanfetamina num parque automóvel em Mazamaza, área de Ojo, no estado.

Babafemi disse que a substância ilícita altamente viciante, também chamada de gelo ou metanfetamina cristalina, estava embalada em embalagens de chocolate Dunkin' importadas.

“Estava escondido na caixa de três alto-falantes.

“Suspeito de 39 anos, que estava enviando a remessa para Owerri, Imo foi prontamente preso na quarta-feira, 19 de junho, no parque”, disse ele.

Num desenvolvimento relacionado, agentes da NDLEA em Abuja, em 18 de junho, interceptaram uma pick-up Nissan Frontier branca com luzes âmbar e número de registo falso de uma agência de segurança na aldeia de Kiyi, na área de Kuje da FCT.

Babafemi disse que o veículo estava carregado com 454 blocos comprimidos de cannabis sativa, pesando 340,8kg, adquiridos em Uzeba, Edo.

“Um avô de 76 anos, ligado à remessa foi preso.

“Ele alegou estar no negócio de drogas ilícitas há 10 anos”, disse.



Source link

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo