Esporte

GP da Alemanha MotoGP: David Alonso volta a vencer na Moto3 e é mais líder


David Alonso conquistou a vitória na corrida de Moto3 na Alemanha. O colombiano deu o tom para evitá-los e ampliou a vantagem na classificação geral após a queda de Veijer. O piloto da Aspar CFMoto soma 58 pontos a um grande Ortol, que subiu ao pódio após uma grande penalidade. Baggy, aos 59.

O a temperatura estava muito baixa do que sábado, com sol e nuvens e pouco vento. Faziam 19 graus no ar e 30 no asfalto.

Até 13 pilotos, metade, ainda não cumpriram sanção passando pela 'Long Lap' ou saindo do 'pit lane'. Dos favoritos, Ortol Foi ele quem teve que passar pela zona de punição.

Em na largada, Veijer manteve a posição privilegiada do poste. Lunetta e David Muoz ultrapassaram David Alonso. Adrin Fernández caiu para sétimo.

Muoz e Alonso demoraram pouco para ultrapassar Lunetta. O drama veio para Veijer, que ele teve um acidente na curva 11, pouco antes da grande queda. Um terno para suas chances na Copa do Mundo, já que ficou em segundo lugar geral. Ele retomou sua marcha, mas já por último e muito atrás.

Yamanaka perdeu a largada, então foi penalizado em dois passos na 'Long Lap'. Ele já tinha um, perfazendo três.

David Alonso não os quis e ultrapassou Muoz para pegar a cabeça. Furusato estava se aproximando deles, subindo no grupo.

Ortol completou sua punição e voltou… quase tocando Yamanaka. Ele retornou 13, quatro segundos atrás do colombiano.

Muoz levou um susto na curva 7 e se tocou levemente com Furusato, que deveria ter passado pelo cascalho. Os japoneses salvaram a queda praticando motocross. Os dois salvaram a situação ao se colocarem na última posição do grupo.

Essas comoções fizeram com que Alonso se afastasse alguns metros. Adriano Fernández Ele viu e entrou em modo de perseguição, com seu companheiro Piqueras a reboque.

Porém, o estreante Leopardo levou um susto na curva 10 e caiu posições para fechar o grupo.

David Alonso não escapou e manteve o grupo tenso, o que foi 12 unidades meio da corrida. O ritmo foi lento porque a pista estava suja depois das fortes chuvas de sábado, que lavaram a borracha.

Pedra de Roul Ele teve contato com Piqueras na primeira curva e o australiano teve que passar pela fuga de brita. Ele quebrou a carenagem e a cúpula, mas salvou a queda. É claro que caiu fora da zona de pontos e se despediu de um bom resultado. Depois, querendo voltar, beijou o asfalto na curva 11. O oceânico havia somado pontos em todas as corridas.

Faltando seis voltas, Furusato ultrapassou Alonso para assumir a liderança, mas David respondeu no momento. O aluno de Aspar queria reduzir o número de integrantes do grupo e estava conseguindo.

Dessa forma, eles foram apenas Sete os candidatos à vitória: Alonso, Furusato, Rueda, Ortol, Piqueras, Adrin Fernndez e Holgado. Lunetta teve um incidente no primeiro ângulo. Uma pena porque depois de fazer duas 'Long Lap' voltou com o melhor.

Subtraindo duas voltas, Roda perde equilíbrio ao frear na curva 1. Ele não conseguiu evitar cair e bater na barreira de ar.

Tudo já foi deixado em um mano a mano entre David Alonso y Furusato, porque Ortol agora estava apenas alerta. O Leopardo havia caído, como Solto.

Os japoneses levaram um susto e, por isso, cederam alguns metros para o colombiano que não desperdiçou. Ele alcançou seu sexta vitória em nove corridas.

“Salvamos a corrida e o fim de semana após o erro de sábado, pelo qual peço desculpas à equipe”, disse Iván, enviando uma mensagem ao MT MSi.

CLASSIFICAÇÃO DA CORRIDA MOTO3 ALEMANHA





Source link

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo