Entretenimento

LASG faz parceria com empresa holandesa para estabelecer planta de fundição para enfrentar crise de lixo eletrônico em Lagos


O Governo do Estado de Lagos assinou uma Carta de Intenções (LOI) com uma empresa sediada na Holanda para estabelecer uma fundição em Lagos, em uma tentativa de resolver o problema de lixo eletrônico do estado.

O anúncio foi feito durante a cerimônia de assinatura realizada em Alausa, na sexta-feira.

O Comissário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Tokunbo Wahab, que assinou em nome do Governo do Estado de Lagos, enfatizou os benefícios econômicos da iniciativa.

Ele afirmou que a criação da fundição não só geraria oportunidades de emprego, mas também criaria um novo setor econômico ao converter resíduos eletrônicos em produtos valiosos.

A parceria

Wahab destacou a presença do Cônsul-Geral da Holanda, Michel Deleen, como um voto de confiança nas capacidades da empresa, observando que Lagos está liderando o caminho na gestão de resíduos eletrônicos em comparação a outros estados e países da região.

Wahab revelou que Lagos gera aproximadamente 13.000 toneladas de lixo diariamente, sendo uma parcela significativa de lixo eletrônico.

Ele observou que muitos moradores não têm a devida conscientização sobre como descartar seus produtos eletrônicos, o que resulta em maiores riscos de poluição.

O gerenciamento inadequado de lixo eletrônico pode impactar severamente o meio ambiente, tornando esta iniciativa crucial para o bem-estar ecológico do estado.

“Vocês são os que pagam os impostos, então o governo fornece infraestrutura a partir dos impostos que vocês pagam.

“Como um bom cidadão, você deve sempre dizer algo quando necessário”, ele afirmou.

“Devemos assumir a responsabilidade pelo nosso ambiente”, Wahab estressado.

“O descarte inadequado de resíduos em sistemas de drenagem não apenas obstrui nossa infraestrutura, mas também coloca em risco o meio ambiente. Como cidadãos responsáveis, é nosso dever relatar e prevenir tais atividades.”

O Conselheiro Especial sobre Meio Ambiente, Rotimi Akodu, expressou otimismo sobre a colaboração com a Close the Loop BV.

Ele afirmou que a equipe de Lagos está comprometida em garantir que o lixo eletrônico seja gerenciado de forma eficiente, transformando resíduos em riqueza.

“Temos muito desperdício no local e não sabemos o que fazer com ele, mas agora é a hora. Acabamos de trabalhar na conversão de desperdício em riqueza. Acabamos de assinar a conversão de resíduos em energia e agora estamos cuidando do nosso lixo eletrônico. É algo que estamos prontos para acolher em Lagos”, Akodu disse.

A parceria visa transformar resíduos em valor, extraindo materiais valiosos do lixo eletrônico.

Ingrid Thijssen, presidente da Confederação da Indústria e Empregadores dos Países Baixos, expressou entusiasmo pela colaboração, prevendo benefícios substanciais para ambas as partes.

O que você deveria saber

O lixo eletrônico, comumente chamado de e-waste, se tornou um problema crescente no mundo todo, e Lagos não é exceção.

O lixo eletrônico inclui dispositivos eletrônicos descartados, como computadores, smartphones, televisores e outros eletrônicos de consumo.

  • Esses itens geralmente contêm materiais perigosos, como chumbo, mercúrio e cádmio, que representam riscos significativos ao meio ambiente e à saúde se não forem descartados corretamente.
  • Em Lagos, o rápido avanço tecnológico e o aumento do consumo de dispositivos eletrônicos levaram a uma crescente crise de lixo eletrônico.
  • Muitos moradores não sabem como descartar o lixo eletrônico corretamente, o que resulta em despejo indiscriminado e poluição.
  • A infraestrutura inadequada de gerenciamento de resíduos da cidade agravou ainda mais a situação, com o lixo eletrônico muitas vezes acabando em aterros sanitários, cursos d'água e sistemas de drenagem.
  • A criação de uma fundição dedicada ao processamento de lixo eletrônico aumentará significativamente a capacidade de Lagos de lidar com lixo eletrônico, convertendo-o em materiais valiosos e reduzindo a poluição ambiental.



Source link

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo