Esporte

Real Madrid: As seleções reforçam Ancelotti


Ee Ancelotti sempre disse que é treinador, falando dele como se só soubesse deixar todo mundo feliz no vestiário, subestimando sua capacidade tática à frente de uma equipe de alto nível. Uma história cuja carreira chegou ao fim este ano. Não são apenas os troféus conquistados, mas também uma série de decisões fundamentais para que o Real Madrid complete uma das melhores temporadas da sua história. Além disso, o papel dos seus jogadores na Copa América e na Eurocopa reforçam sua figura.

Desde já, Estes não são os torneios dos sonhos dos jogadores do Real Madrid neste verão. Alguns ainda estão vivos em suas respectivas competições, enquanto outros já foram eliminados, mas Ninguém está conseguindo brilhar em seu país como na seleção branca.. Porém, fizeram isso com o elástico branco, com 'Carletto' tirando o máximo proveito de cada um deles.

A posição de Bellingham, a evolução de Vincius, um esquema em mudança e a seleção de contextos para cada um conseguiram isso. O italiano teve a melhor versão de quase todo o seu elenco. Porém, esses mesmos jogadores parecem diferentes nos passes e isso só continua reafirmando o magnífico trabalho de Carlo nesta campanha passada.

Um estilo geral com poucas exceções

Os casos mais claros são os de Jude e Vini Jr.. O inglês entrou para a história da Inglaterra com aquele chute de cima que forçou a prorrogação nas oitavas de final, mas além disso a participação dele está sendo muito discreta. Sem peso no jogo, quase sem influência no ataque e perdido no quadro tático do Southgate. O '5' de Madrid se afoga com os 'Três Leões'.

O Brasileiro mais do mesmo, exceto por uma partida Ele não esteve nem perto de ser o jogador de futebol que todos conhecemos. A liberdade do esquema madrileno permite que o seu jogo flua, algo que não acontece com as suas seleções. No caso de Bellingham, ele ainda tem a possibilidade de se vingar, mas O Brasil de Vincius já está eliminado.

A história continua com outras como Rodrygo Goes, incapaz de liderar o pentacampeão mundial. Também Kroos o Rdiger, muito menos decisivo com a Alemanha do que no Santiago Bernabu. Até Camavingacuja energia é ofuscada no núcleo francês. As exceções serão as de Carvajal, Valverde ou Tchouamnique mantêm o nível apresentado na capital espanhola.

Mas a tendência geral é a de desconforto para alguns jogadores que Encontram no esquema madrileno o espaço necessário para realçar as suas melhores qualidades. Um quebra-cabeça complicado cujo autor tem nome e sobrenome e cujo futuro se especulava. A Carlo Ancelotti que, sem fazer nada, sai mais forte neste verão.





Source link

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo